Por Fabiana Bellentani

Não sei porque nunca publiquei meu ensaio de gestante da Carolina… Agora que estou indo atrás do ensaio do Felipe, me dei conta que tenho tanta foto legal da gravidez dela, que já devia ter mostrado essas imagens antes.

Fiz o ensaio da Carol com 35 semanas, 10 dias antes dela nascer. Não sabíamos que ela nasceria antes do esperado, eu já estava um pouco inchada (meu rosto já estava mais redondinho), mas, mesmo assim, amei minha pequena grande barriga!

A fotógrafa foi a Carmen Fernandes e este foi o primeiro trabalho que fizemos com ela. Foi em estúdio e, no tempo em que passamos juntas, escolhemos cinco estilos diferentes de fotos, das quais, as que eu mais gosto, são as que mostro hoje, mais “românticas”, e outras com luz e sombra, que também ficaram o máximo! Essas eu mostro outro dia.

Cabelo e maquiagem forma arrumados pouco antes dos cliques, por profissional, mas tudo muito natural, sem exageros. As roupas são as que eu usei durante toda a gestação, pois faziam parte do meu dia-a-dia. Os acessórios também foram os meus e um ou outro da minha mãe. Aliás, isso foi algo que eu fiz questão de incorporar ao ensaio. Como ela já estava bastante doente na época e já não tinha condições de participar da minha gestação como as mães normalmente fazem, eu quis muito registrar sua presença de outra forma. O colar dourado que aparece nessas imagens foi dela e, cada vez que revejo essas fotos, fico feliz em tê-lo usado, como se ela estivesse ali presente.

Relação de profissionais deste post

Fotografia: Carmen Fernandes (SP)

Por Fabiana Bellentani

Quando escolhemos o clube como local da comemoração do batizado da Carol, sabia que teríamos um cenário especial para algumas fotos ao ar livre.

Então, em meio ao almoço, demos uma escapadinha da mesa e aproveitamos toda tranquilidade e luz do lugar para alguns cliques a mais daquele momento especial.

Esse tipo de ensaio é uma ótima forma de registro em família, uma recordação linda de um momento inesquecível!

20160913_batizado_carol_ensaio_02

20160913_batizado_carol_ensaio_03

20160913_batizado_carol_ensaio_01

20160913_batizado_carol_ensaio_04

20160913_batizado_carol_ensaio_05

20160913_batizado_carol_ensaio_06

20160913_batizado_carol_ensaio_08

20160913_batizado_carol_ensaio_09

20160913_batizado_carol_ensaio_10

20160913_batizado_carol_ensaio_11

20160913_batizado_carol_ensaio_12

20160913_batizado_carol_ensaio_13

20160913_batizado_carol_ensaio_15

20160913_batizado_carol_ensaio_16

20160913_batizado_carol_ensaio_17

20160913_batizado_carol_ensaio_19

Relação de profissionais deste post

Fotografia: Carmen Fernandes (SP)

Por Fabiana Bellentani

Os ensaios newborn, nos últimos anos, têm sido o xodó das mamães e papais que querem registrar, de forma meiga e profissional, os primeiros dias de vida do bebê.

Mas como o ensaio é feito e quais cuidados o fotógrafo precisa ter?

Quem explica todos os detalhes de como o ensaio funciona é a Tainan Basile, que desenvolve um trabalho incrível e muito cuidadoso com os recém-nascidos. Ah! E a “modelo” das fotos abaixo é a Rafaella, uma fofa, hoje em vias de completar 1 aninho!

20160701_Como_funciona_um_ensaio_newborn_06

Com quanto tempo de vida o ensaio newborn é feito e qual a facilidade ou dificuldade que bebês tão novinhos oferecem para este tipo de trabalho?

O ensaio newborn é realizado (preferencialmente) entre 5 e 12 dias de vida do bebê. Este período é muito importante, pois os bebês possuem um sono bem profundo, essencial para que possamos posicioná-los naquelas poses fofas que vemos nas fotos. Além disso, as chances do aparecimento de cólicas neste período também são menores.

Cada bebê, porém, é um indivíduo e, mesmo tão pequeno, já possui sua personalidade. Há bebês que dormem muito e permitem realizar várias poses, outros são mais sensíveis ao toque, ou mais bravos, e não permitem tanta manipulação.

Quanto à dificuldade, não posso chamar dessa forma, mas devemos respeitar o cansaço das mamães, que estão se adaptando à nova rotina. Muitas vezes, durante o ensaio, vejo algumas mães recostadas tirando um cochilo…

Qualquer fotógrafo pode trabalhar com recém-nascidos? Que tipo de conhecimento e cuidado o profissional que faz ensaios newborn precisa ter?

Para realizar um ensaio newborn é preciso de curso específico. Hoje em dia há muitos profissionais (excelentes e ruins) oferecendo este tipo de workshop, e aí vai de cada fotógrafo avaliar e escolher com quem vai aprender.

Eu particularmente gosto de me especializar com profissionais do exterior, sem desmerecer os excelentes profissionais que dão curso aqui. Mas a fotografia de recém-nascidos no Brasil ainda é relativamente recente (começou a cair na graça e conhecimento dos brasileiros ao final de 2013), enquanto que lá fora já é um trabalho consolidado há bem mais tempo. Para mim, então, é importante pegar conhecimento e experiência de quem já está há muito tempo neste ramo. Eu fiz o workshop de recém-nascidos ainda em 2011, com a Kelley Ryden e a Tracy Raver, que já eram muito conhecidas no exterior naquela época.

Nestes cursos são ensinadas não apenas informações de configuração para a câmera, luz, cenários, mas também técnicas para acalmar o bebê, como o posicionar com segurança, o que é extremamente essencial para realizar o ensaio newborn.

20160701_Como_funciona_um_ensaio_newborn_07

O ensaio é feito na casa do bebê ou em estúdio? Existe algum preparo pré-ensaio dedicado ao ambiente em que o bebê será fotografado? E quanto aos looks usados, são sempre lavados entre uma sessão e outra?

Cada profissional trabalha de uma forma. Há profissionais que preferem realizar em estúdio. Eu prefiro ir na residência.

Confesso que seria muito mais cômodo fazer no meu espaço, afinal, já conheço a luz e o que tenho à disposição. Porém, prefiro levar em consideração aquele item que comentei na primeira pergunta: o cansaço das mamães…

Além disso, atuo na Capital de São Paulo e algumas cidades vizinhas e, hoje em dia, não tem mais horário para trânsito. Como posso pedir para uma mãe sair de sua casa, com um bebê de dias de vida, e ficar 1h00/1h30 no trânsito? Acho muita judiação para ambos. Então, se alguém tem que se esforçar, neste momento, para ter um registro especial, prefiro que este alguém seja eu!

Quanto ao ambiente, precisa estar aquecido (sempre levo o aquecedor), sem corrente de ar, pois o bebê fica peladinho e, se estiver com frio, não vai dormir. Os cestos e mantas devem estar limpos antes de serem utilizados.

Todas as roupinhas ou mantas que encostam diretamente nas partes íntimas ou bumbum do neném devem obrigatoriamente ser lavados a cada ensaio. Eles também precisam de um cuidado para serem armazenados, de prefêrencia em um local onde não fiquem expostos a poeira.

20160701_Como_funciona_um_ensaio_newborn_02

Todos os bebês fotografam da mesma forma? Existe alguma posição ou pose que sempre funciona ou que seja “preferida” pelos recém-nascidos?

Bem, como já mencionei, cada bebê tem sua personalidade e limite. Já peguei bebês que eram tão tranquilos que eu poderia passar a tarde inteira inventando poses, se quisesse. Com outros, preciso conversar, explicar o que vou fazer. Há bebês que, a cada troca de cenário, querem mamar um pouquinho. Então não há regra.

Muitas vezes, levo um cesto ou um cenário na expectativa de fazer uma pose e, chega na hora, o bebê não deixa fazer o que eu imaginei. Aí preciso adaptar ao que ele me permite. Uma posição que a maioria dos bebês gosta é a enroladinha no que a gente chama de wrap (um tecido que estica bastante). Neste charutinho eles se sentem seguros e muitas vezes até acordados, ficam quietos na pose.

20160701_Como_funciona_um_ensaio_newborn_01

Quantos looks e cenários são normalmente usados durante o ensaio? Como funciona as trocas de roupas e cuidados entre um clique e outro? E se houver necessidade de uma mamada intermediária?

Quando comecei a realizar estes ensaios, fui analisando o tempo e quantidade de cenários que eu deveria trabalhar. Hoje levo 6 cenários (3 mantas e 3 cestos) para a casa dos clientes, pois sei que é uma média que a maioria dos bebês aceita e me resulta uma quantidade boa de fotos.

A ordem de transição de uma pose ou cenário vai de acordo com cada profissional. Cada um encontra a melhor “ordem” para fazer as transições. No meu caso, sigo uma ordem em que tento otimizar as posições em que o bebê já está. Por exemplo, se o bebê está deitado de lado, posso, em seguida, ir para um cenário de bruços pois tem mais chances do bebê aceitar a nova posição sugerida.

As mamadas, muitas vezes, são necessárias e esperadas. Precisamos respeitar os bebês.

Quais acessórios são normalmente usados nos ensaios e por quanto tempo os bebês conseguem ou podem ficar com cada um?

Depende muito. As touquinhas, laços e macacões são muito utilizados, pois dão sempre um charme às fotos. Os acessórios não costumam apertar ou exigir um tempo de uso – a menos, claro, que o bebê faça um xixi ou cocô.

Já os cestos e posições precisam de muita atenção. Determinadas poses podem ser prejudiciais à circulação das mãozinhas ou pezinhos. Então, o profissional precisa estar sempre atento e saber trabalhar com segurança.

Outro ponto importante é ter alguém perto do bebê para apoio, se necessário. Por mais que os bebês estejam posicionados,  podem se mexer ou ter algum espasmo muscular e sair da posição. Existem situações também em que não é possível deixar o bebê sem apoio. Neste caso, é preciso fazer montagens de fotos.

20160701_Como_funciona_um_ensaio_newborn_08

Bebês são muito fofos, com pele lisinha, tudo perfeito. Mesmo assim as fotos são posteriormente tratadas?

Sim, eles são muito fofos, mas nem sempre os bebês estão com a pele lisinha. Em torno do 10º dia (um pouco antes ou um pouco depois) os bebês “descascam”, o que é absolutamente normal. Outros (especialmente nas épocas de calor) ficam cheios de bolinhas.

Também acontece de terem um tom mais avermelhado ou de estarem melhorando de icterícia com uma cor mais amarelada. Então, respondendo à sua pergunta, sim, mesmo sendo lindos e fofos, precisamos editar todas as fotos entregues aos papais.

20160701_Como_funciona_um_ensaio_newborn_05

Nos seus trabalhos, a escolha das fotos que vão para o álbum é feita por quem? Os pais participam da seleção?

As fotos entregues no CD sou eu que escolho, pois analiso uma série de itens necessários (foco, luz, composição, posicionamento). A partir desta entrega, os pais escolhem as fotos que serão impressas ou que irão para o álbum. Há casos em que eu combino de fazer uma sugestão do álbum e os pais pedem alterações, se julgarem necessário. Acaba sendo mais prático e rápido, já que o tempo é escasso após a chegada do bebê.

Quantas fotos você indica para o álbum e como elas são divididas em função dos cenários e looks usados pelos pequenos?

Recomendo até 30 fotos. Assim, fica um álbum com uma diagramação bem clean e elegante.

Quanto à quantidade de fotos de cada cenário, tudo dependerá de como o bebê se comportou em cada um deles. E aí entra o trabalho da diagramadora para encontrar a melhor e mais harmônica disposição das imagens.

20160701_Como_funciona_um_ensaio_newborn_04

20160701_Como_funciona_um_ensaio_newborn_03

Relação de profissionais deste post

Fotografia e entrevista: Tainan Basile