20 out 2016

Como escolher um livro para o meu filho?

Por Fabiana Bellentani

Nunca achei que escolher um livro infantil exigisse uma atenção maior do que a que dispensamos para um livro para nós, adultos, mas na última reunião de escola da Carol, as professoras chamaram atenção para alguns pontos importantes, ignorados por alguns pais.

20161020_como_escolher_um_livro_infatil

Portanto, por mais óbvios que possam ser, acho legal trazer essas dicas aqui no blog também.

  • Veja a sugestão de idade. Existem livros para todas as faixas etárias e alguns sem idade recomendada. Os leitores não são iguais e sua idade cronológica é apenas uma das variáveis. Mistura a sugestão da editora com o conhecimento e interesse da criança que vai receber o livro.
  • O livro deve ser de qualidade, bem impresso, com boa encadernação. Livro para crianças muito pequenas deve ter páginas grossas, para que não rasguem ou desmontem. A impressão deve estar alinhada, sem borrados. A ilustração é uma linguagem tão válida quanto o texto. E cuidado com os estereótipos: sol com rosto feliz ou a típica casinha triangular. Para crianças em fase de alfabetização, a fonte deve estar em caixa alta.
  • Textos com estrutura de repetição, para os menores, costumam ser muito apreciados. Eles são fáceis de memorizar e permitem a identificação das palavras repetidas, o que ajuda na alfabetização.
  • Veja quem assina. Um verdadeiros escritor de livros para crianças garante o que escreve.
  • Veja qual a editora do livro. Verifique cidade, ano de publicação e nome do tradutor, se for o caso.

Última dica de hoje: Envolva a criança na pesquisa do livro. Nós fazemos isso com a Carol e ela adora encontrar nas prateleiras da livraria o livro que mais lhe chamou atenção.

Além disso, busque assessoria, se for preciso. O Leiturinha é um clube do livro infantil que entrega um ou dois exemplares por mês em sua casa. Dá uma olhadinha lá também (Isso não é publipost, ok? É só uma indicação mesmo!) ; )

Deixe um comentário