22 abr 2016

Enxoval | Carrinho de bebê (stroller) | Minha escolha

Por Fabiana Bellentani

Como comentei no primeiro post da série, o carrinho de bebê que compramos para a Carolina foi o B-Agile 3 / B-Safe 35 Travel System da Britax. Na época, a marca ainda não era comercializada no Brasil (hoje já encontramos um ou outro produto em algumas lojas especializadas de bebê), mas já era e continua sendo muito conhecida na américa do norte, com vários prêmios de qualidade e segurança.

20160422_Carrinho_de_bebê_Minha_escolha_correta_01

Optamos por esse modelo por vários motivos.

A primeira análise que fizemos foi: queríamos um ou dois carrinhos?

Bom, na verdade, antes de começar minhas pesquisas, nem imaginava que algumas pessoas compravam dois tipos diferentes de carrinhos. Para ser sincera, nem sabia que existiam tantos detalhes… Para mim, carrinho era carrinho e pronto. E aí, nas conversas com minhas amigas, comecei a perceber que poucas haviam usado um carrinho maior quando seus bebês eram menores, e um guarda-chuva depois que a criança já estava mais velha. Normalmente esse carrinho maior era o tal “trambolho”, que as mães acabavam deixando de lado de tanta dificuldade que tinham para levá-lo nos passeios.

Diante disso, então, definimos que não queríamos um carrinho que pudesse se tornar um estorvo com o passar do tempo. Decidimos que teríamos um único produto que pudesse ser usado desde o nascimento da Carolina até ela ter uns 3 anos de idade.

Além disso, vimos que os carrinhos tipo guarda-chuva, apesar de serem mais compactos, não são tão confortáveis para as sonecas. Cansei de ver crianças mais velhas dormindo apertadas, encolhidas, sem espaço, então o descartamos.

“Ah, mas e para viagem, não facilita?”

Olha, nós adoramos viajar! Fizemos até agora três viagens mais longas com a Carolina e não tivemos problema em nenhuma delas. Até porque nosso carrinho tem um fechamento super prático, conseguimos carregar com uma única mão, se necessário, e sempre foi despachado sem nenhuma dificuldade.

“Mas e aqueles que ficam do tamanho de uma mala de mão? Aí você não precisa esperar que te entreguem o carrinho na porta para descer!”

Também nunca passamos por isso. Adultos com crianças são os primeiros a embarcarem e os últimos a descerem da aeronave. Sempre levamos o carrinho da Carolina até a porta, onde o entregamos fechado e travado aos comissários. Ao final do voo, ele sempre esteve lá, aguardando por nós. Até o momento, não achamos que essa vantagem fosse um diferencial absurdo a ponto de prevalecer sobre o conforto.

Focados, então, nos carrinhos tradicionais, surgiu a segunda pergunta: compraríamos um travel system ou bebê-conforto e carrinho independentes?

Eu particularmente acho a vantagem do travel system maravilhosa, algo que nos ajudou muito: a possibilidade de se acoplar o bebê-conforto no próprio carrinho, sem ter que tirar a criança de um lugar para passar para o outro, principalmente quando ela está dormindo.

Passamos a buscar as opções que o mercado disponibilizava e, como fizemos o enxoval nos Estados Unidos, chegamos, dentre outras marcas, à Britax, super recomendada, uma das mais vendidas por lá.

Avaliamos, na sequencia, nossas prioridades: segurança, conforto, praticidade e preço, nessa ordem.

Segurança é algo que todos os carrinhos que havíamos selecionado ofereciam! Todos tinham freios, cinto de cinco pontas, rodinhas dianteiras com giro de 360º e tudo mais.

Em termos de conforto, os modelos eram muito parecidos, com um ou outro diferencial em linhas mais top, o que, em contrapartida, prejudicava a praticidade.

Chegamos, então, no B-Agile: um carrinho bem estruturado, estável, seguro, com a possibilidade de acoplagem do bebê-conforto e moisés, com um sistema de fechamento super, mega prático e muito leve. Lembro que quando voltamos de viagem, eu mostrava o fechamento e abertura do carrinho com uma única mão.

Conseguimos ajustar a altura do encosto na posição que queremos e usamos o carrinho com a Carol até hoje (ela está com 2 anos e 3 meses).

Na época em que ela era bem pequenininha, usávamos o bebê-conforto acoplado, o que proporcionava maior conforto e permitia que a tivéssemos sempre em boa altura, mesmo em restaurantes, algo que alguns carrinhos mais modernos oferecem como diferencial.

O moisés nós também usamos bastante e cheguei a emprestar para uma amiga que comprou o mesmo modelo de carrinho sete meses depois.

Com o bebê-conforto, ainda, também conseguíamos manter contato visual quando ela ficava virada para nós.

Hoje, mais velha, o carrinho continua atendendo perfeitamente às nossas necessidades. Por um pequeno período, usamos um protetor de assento acolchoado para deixar a parte interna um pouco mais macia, mas usamos muito pouco tempo.

Alguns acessórios da marca também nos ajudam bastante, como a capa de chuva, a tela mosquiteiro, a bandeja frontal de apoio e um organizador adicional que nos permite carregar garrafinhas de água, celular, etc.

Ah! E já ia esquecendo: não é um carrinho caro, principalmente para quem compra no exterior! Ao contrário, em termos de custo X benefício, o preço é excelente!

20160422_Carrinho_de_bebê_Minha_escolha_correta_02

Só mais um comentário:

Hoje em dia, o lugar onde mais vejo bebês e crianças é no clube que frequentamos de final de semana e vejo o B-Agile 3 / B-Safe 35 Travel System da Britax por todos os lados. Isso é muito legal, pois percebo que é um carrinho reconhecido por muitos outros casais (que provavelmente têm rotinas e lazer muito parecidos com os nossos aqui de casa) como um excelente produto, capaz de oferecer tudo que todos os pais procuram proporcionar aos seus filhos, por um preço justo e sem exageros.

2 comentários em Enxoval | Carrinho de bebê (stroller) | Minha escolha

  1. Kamila em 22 nov 2017

    Olá, bom dia!
    Queria tirar um dívida com vc!
    Também tenho este carrinho e meu bebê está com 10 meses, quer ficar mais sentadinho.
    Mas não consigo elevar muito, tem alguma maneiras e fazer isto? Grande beijo

    • Fabiana Bellentani
      Fabiana Bellentani em 20 dez 2017

      Oi, Kamila, tudo bem?
      O Britax B-Agile tem ajuste de encosto, mas não de altura de assento. Aliás, acredito que nenhum carrinho tenha ajuste de altura de assento. A elevação máxima do B-Agile é quase reta. Ele mantém apenas uma inclinação para conforto da criança. Não há outra forma de elevar o encosto além dessa. Bjs!

Deixe um comentário