27 fev 2017

Orlando (Disney) e Miami com criança | Voo, locação de carro e mala

Por Fabiana Bellentani

Em continuidade o post anterior sobre nossa viagem à Orlando e Miami, hoje o foco é primordialmente voo e locação de carro, pois também são dois assuntos que me questionam bastante.

20170227_Orlando_e_Miami_Voo_Locação_de_carro_Mala

Voo

Saímos de São Paulo no dia 01 de novembro de 2016 e voltamos no dia 19. Tanto na ida, como na volta, optamos por voos noturnos. Já tive oportunidade de falar sobre cuidados com horários de voo em post anterior.

Nosso aeroporto de destino foi o Internacional de Miami (MIA), já que a segunda metade da viagem seria aproveitada lá. Voamos American Airlines (AA), pois foi a companhia que melhor apresentou condições de preços na ocasião.

Nesta viagem a Carol já estava com 2 anos e 9 meses, então obrigatoriamente compramos um assento para ela.

Além disso, por já estar maior que em relação à viagem do ano anterior, queríamos tentar proporcionar a ela um pouco de mais espaço para dormir no avião. Então, tentamos, estrategicamente, reservar assentos com um intervalo entre nós nas fileiras centrais da aeronave. Assim, tínhamos marcações na seguinte sequencia: para mim, para a Carol, um assento vago e para o marido. Se a tal cadeira vaga fosse comprada por alguém, apenas pediríamos para trocar, para ficarmos todos juntos. Caso contrário, a Carol, que ficaria central, teria duas poltronas para se esticar. E deu certo. Tanto na ida, como na volta conseguimos que ela ficasse mais confortável, mais esticada. É claro que foi pura sorte, mas valeu a pena!

20170227_Orlando_e_Miami_Voo_Locação_de_carro_Mala_2

Ah! E tivemos mais um cuidado nesse voo: como a Carol tinha tido uma “regredida” no desfralde noturno (e se recusava a usar fraldas), além do básico da mala de mão, levamos também um lençol absorvente descartável (lençol de fralda ou lençol fralda) (já expliquei sobre ele aqui) para forrarmos o assento em que ela deitaria. E parece que adivinhamos porque quase chegando em Miami, ela acordou, olhou para mim e disse: “Ah não! Fiz xixi!”. Fiquei até com dó porque foi puro escape, mas o lençol protegeu não só o avião, como também a própria Carol que não ficou tão molhada. A urina foi absorvida pela fralda. Apenas fizemos uma limpeza com lenço umedecido e trocamos sua roupa na própria poltrona, sem grandes estresses.

Quanto à mamadeira, demos a ela uma antes de embarcarmos e outra, como de costume, quando acordou. A Carol já tomava leite de vaca, então, o que fizemos foi levar o antigo dispenser de formula com uma dose de leite em pó Ninho suficiente para duas mamadas.

No restante, ela comeu a comida que serviram no voo e dormiu o resto do tempo.

Nesta viagem específica, não levamos o carrinho de bebê, porque já tínhamos a intenção de comprar um que fosse para duas crianças, mas também já expliquei que o carrinho pode ser levado e retirado na porta da aeronave.

Locação de carro

Como estávamos em 4 adultos e 1 criança, alugamos uma Town and Country da Crysler que se encaixa na categoria Large SUV. Na verdade, temos o costume de sempre alugar um carro espaçoso por causa das malas.

A Town and Country foi ótima! Até trabalhar no carro eu consegui, no caminho de Orlando para Miami. Os bancos de trás têm tomadas e entradas para computador. E no último dia de viagem, todas as malas foram no nosso carro para o aeroporto, junto comigo, a Carol e o Eric. Estávamos com 7 volumes ao todo: 5 malas, 1 caixa com a cadeirinha e o novo carrinho e coube tranquilamente.

20170227_Orlando_e_Miami_Voo_Locação_de_carro_Mala_3

20170227_Orlando_e_Miami_Voo_Locação_de_carro_Mala_4

Já saímos do Brasil com a locação reservada e paga, algo que fazemos sempre também. Não por termos que esperar na fila do balcão da empresa, porque esperamos de qualquer jeito e o tempo de atendimento, tendo ou não a locação já contratada, é quase o mesmo, mas principalmente para não correr o risco de não ter o carro que desejamos.

Nessa viagem, usamos o Decolar.com, que oferecia melhores condições de preço e pagamento. Contratamos todos os seguros, mesmo utilizando o cartão de crédito para compra (que normalmente já oferece o seguro). A diferença era muito pequena e não queríamos ter nenhuma dor de cabeça, já que estávamos com uma criança pequena.

Com relação à cadeirinha do carro, ao invés de alugarmos (o valor é em torno de US$ 8,00/US$ 10,00 por dia), assim que saímos da locadora, paramos em uma Babies R’Us e compramos uma que depois trouxemos para o Brasil, pois já era nossa intenção trocar a da Carol. Guardamos a caixa desmontada, para conseguirmos despachar no retorno.

Mala

Com relação à organização da mala, quem viaja com criança sabe que é super importante levar umas duas mamadeiras, além de lavador, uma escova e um pouco de detergente (que também pode ser comprado no destino).

Mas especificamente para essa viagem, além do lençol de fralda que levei na bagagem de mão, também levei alguns extras para forrar a cama do hotel. Usei em todos, apesar da Carol não ter feito mais xixi na cama depois do episódio avião que comentei acima.

Com o planejamento e deslocamento concluídos, amanhã conto tudo sobre a Disney, se vale a pena ou não ficar em um dos hotéis do complexo, quais as vantagens e desvantagens! Te espero amanhã! ; )

Deixe um comentário