18 jan 2016

Seja bem-vinda ao 4 MAMMIES!

Por Fabiana Bellentani

20160118_Seja_bem_vinda_ao_4_mammies

Hoje lanço o 4 MAMMIES com o objetivo de compartilhar minhas experiências como mãe da Carolina!

Quando a Carol nasceu, eu estava com 36 anos, 9 deles casada. Todos dizem que ter um bebê muda nossas vidas e é verdade. Muda mesmo! Eu nunca tinha tido muito contato com crianças, apenas com meu afilhado, que, na ocasião, tinha 7 meses. Ele era (é ainda) um anjinho, não teve cólicas, dormia bastante e eu pensava: “Se isso é ter um bebê, vou tirar de letra!”.

A Carol nasceu e meu mundo virou de pernas pro ar. Sou profissional autônoma e não tive licença maternidade, como a maioria da mães. Nem eu, nem meu marido paramos de trabalhar. Minha filha nasceu na madrugada de sexta para sábado e, na segunda seguinte (eu ainda estava no hospital), tinha cliente me ligando para pedir trabalho. Eu atendi, claro, não podia dizer não.

Levamos a Carol para a casa e no começo é tudo novidade. A gente tem que aprender muita coisa e se adaptar a muita coisa! Eu, que sempre adorei dormir, passei a acordar a cada 3 horas para amamentar. A gente faz com amor, claro, mas nem por isso deixa de ser cansativo. “Vou dar conta de tudo, vou me acostumar a dormir pouco”, pensava eu.

Meu marido sempre me ajudou demais e, nessa fase, passamos a trabalhar de casa e a cuidarmos dela juntos.

As duas primeiras semanas se passaram e a Carol começou com as cólicas. Como chorava, meu Deus, era desesperador! Fiquei tão estressada que passei a não ter leite no final do dia. Passaram mais poucas semanas e tive depressão pós-parto. Dias horríveis, sentimentos horríveis! Minha mãe já estava muito doente nessa época, então aquele suporte básico materno não aconteceu comigo. Minha sogra e cunhada foi quem me ajudaram e não foi pouco! Sou muito grata às duas por todo auxílio que me deram.

Quando melhorei, coincidentemente a Carol parou de chorar. Hoje penso se foram as cólicas que passaram ou se ela apenas refletia meu estado de espírito… Não sei, talvez as duas coisas. Nessa época, ela já estava com quase 4 meses.

Aos poucos ela foi crescendo, se desenvolvendo e cada descoberta foi encantadora!

O primeiro sorriso, entre o primeiro e o segundo mês, veio na hora certa, quando eu achava que não fosse dar mais conta. Ela passou a agarrar seus brinquedinhos, sua visão começou a focar em nossos rostos, passou a rolar de um lado para o outro e seus dentinhos começaram a nascer.

Ela quase não engatinhou, andou apoiada por alguns meses, até que caminhou sozinha com 1 ano e 2 semanas. Começou a falar, aprimorou sua coordenação, sociabilização e entendimento do mundo e de si própria.

Mas por que estou contando tudo isso? Por dois motivos:

Primeiro para mostrar que a maternidade é docemente difícil e encantadoramente cansativa. É um misto de sentimentos que efetivamente transforma nossas vidas, muda nossa visão de mundo e nos traz o amor incondicional. Parece frase pronta, né? Mas não é. É exatamente isso e o blog tem a intenção de compartilhar cada detalhe.

Segundo, porque hoje a Carol faz 2 anos! Fiz questão de que o 4 MAMMIES “nascesse” na mesma data em que ela nasceu!

Assim como disse no HOME 4 TWO, espero que curtam esse blog da mesma forma que eu!

Let the fun begin!

Deixe um comentário